Um hospital e dois carros de polícia s?o vandalizados no México devido a falsos boatos sobre coronavírus

Ataques têm sido recorrentes, embasados em teorias que negam a existência do vírus e afirmam que autoridades pretendem espalhar a doen?a com fumiga??es
Moradores de Chiapas vandalizam hospital local devido a boatos falsos sobre coronavírus Foto: ISAAC GUZMAN / AFP/27-06-2020
Moradores de Chiapas vandalizam hospital local devido a boatos falsos sobre coronavírus Foto: ISAAC GUZMAN / AFP/27-06-2020

CIDADE DO MéXICO — Os habitantes de uma comunidade em Chiapas, no Sudeste do México, vandalizaram um hospital comunitário e incendiaram dois carros da polícia e outros veículos, além de atacar as residências das autoridades locais, devido a falsos rumores sobre a expans?o do coronavírus, informou neste sábado a polícia regional.

Os eventos ocorreram na noite de sexta-feira, quando policiais municipais realizaram uma patrulha de rotina no bairro de Guadalupe, no município de Larráinzar, na subregi?o de Altos de Chiapas, e um grupo de moradores os atacou, assumindo que estavam fumigando, informou a promotoria.

Violência:Chefe de polícia da Cidade do México sofre atentado e dois seguran?as s?o mortos

Várias comunidades de Chiapas, especialmente indígenas, se op?em às autoridades que fumigam as ruas contra o mosquito da dengue.  Segundo o secretário estadual de Saúde, esses grupos acreditam que, dessa maneira, o governo intencionalmente espalha a Covid-19.

— Os policiais patrulhavam como sempre, mas algumas pessoas disseram que cheirava muito forte — disse uma autoridade local que pediu para permanecer no anonimato por medo de represálias.

Segundo ela, os policiais foram espancados.

A multid?o de 50 pessoas incendiou dois veículos policiais, a casa do prefeito, Teodulfo Pérez, e a de uma autoridade local. Além disso, quebrou janelas, destruiu móveis na farmácia do Hospital Básico da Comunidade e atearam fogo a uma ambulancia, acrescentou o funcionário.

Contexto: Em vídeo, chefe de cartel mexicano amea?a o governo após sua m?e ser presa

é a terceira vez que membros de comunidades em Chiapas lideram atos desse tipo baseados em falsas cren?as. Em 12 de junho, os moradores do município de Villa las Rosas vandalizaram o escritório do prefeito e um hospital.

Na comunidade vizinha de Venustiano Carranza, os edifícios públicos também foram atacados em 28 de maio, após a circula??o de falsas teorias nas redes sociais que negavam a existência do novo coronavírus, e indicaram que as autoridades pretendiam espalhar a doen?a em fumiga??es.

Em outras cidades de Chiapas, como Simojovel, Totolapa e Arriaga, os habitantes se organizaram para impedir a passagem do pessoal de saúde que realiza opera??es de informa??o e preven??o na pandemia.

No México, com uma popula??o de 127 milh?es, as infec??es por Covid-19 totalizaram 212,8 mil neste sábado e as mortes, 26,3 mil.

 

116美女写真