Milton Glaser, criador do logotipo 'I ? NY', morre aos 91 anos

Designer participou de reforma gráfica do GLOBO em 1995 e criou um dos p?steres mais ic?nicos de Bob Dylan
Milton Glaser recebendo a Medalha Nacional de Artes das m?os do presidente Barack Obama, em 2010 Foto: MANDEL NGAN / AFP
Milton Glaser recebendo a Medalha Nacional de Artes das m?os do presidente Barack Obama, em 2010 Foto: MANDEL NGAN / AFP

O designer gráfico Milton Glaser, que mudou a cultura visual americana nas décadas de 1960 e 1970 com seus extrovertidos cartazes, revistas, capas de livros e de discos de cores vivas, morreu nesta sexta-feira, aos 91 anos, em Manhattan. Entre seu trabalhos mais marcantes  est?o o p?ster de Bob Dylan com cabelos psicodélicos , de 1967, e o logo "I ? NY ”. A causa da morte foi um derrame, de acordo com sua esposa, Shirley.

Glaser levou humor, inteligência, narrativa e habilidade à arte comercial, numa época em que a publicidade era dominada pelas estruturas severas do modernismo, por um lado, e pelo realismo de revistas como o Saturday Evening Post, por outro.

Em 1983, com Walter Bernard, Glaser formou a WBMG, uma empresa de design de publica??es que reformulou dezenas de jornais e revistas nos EUA e no exterior, incluindo o "Washington Post" e O GLOBO.

Criado em 1995, quando O GLOBO completava 70 anos de funda??o, o projeto gráfico da equipe de Glaser resgatou características do vespertino criado no Rio em 1925, como as manchetes com grandes títulos e varia??es de tipos de letras. Nos dez anos seguintes, o jornal conquistou 45 prêmios nacionais e internacionais de excelência gráfica. Um elemento marcante no redesenho de 1995 é a mudan?a do logotipo do jornal, que ganhou fundo azul e as linhas verde e amarela na parte de cima, destaca Alessandro Alvim, editor-executivo visual do GLOBO.

Primeira página do jornal O GLOBO em 1995, quando Milton Glaser assinou o redesenho do jornal Foto: Reprodu??o
Primeira página do jornal O GLOBO em 1995, quando Milton Glaser assinou o redesenho do jornal Foto: Reprodu??o

— O jornal sofreu mudan?as nas reformas posteriores, de 2012 e de 2018, mas ainda mantém a clareza gráfica característica do obra de Gleiser — diz Alvim. — Outro aspecto importante foi que a hierarquia visual bem definida e estruturada proposta pelo designer acompanhou o novo conceito editorial: mais espa?o para reportagens aprofundadas, análise, contexto e contrapontos. As páginas deveriam ter um elemento gráfico-visual dominante, que poderia ser uma foto ou um gráfico, com isso o uso da infografia foi incentivado.

Tudo era influência

Logo 'I love NY' criado por Milton Glaser Foto: Reprodu??o
Logo 'I love NY' criado por Milton Glaser Foto: Reprodu??o

No Push Pin Studios, onde ele e vários ex-colegas de classe da Cooper Union se formaram em 1954, Glaser incorporou ao design influências e estilos que come?aram a chamar a aten??o de revistas e agências de publicidade, principalmente através da influente publica??o promocional do estúdio, o "Push Pin Almanack" (posteriormente renomeado para "Push Pin Monthly Graphic").

“Ficamos empolgados com a ideia de podermos usar qualquer coisa da história visual da humanidade como influência”, disse Glaser numa entrevista ao livro “The Push Pin Graphic : Um quarto de século de design e ilustra??o inovadores ”(2004)."

"O art nouveau, o desenho chinês, as xilogravuras alem?s, as pinturas primitivas americanas, a secess?o vienense e os desenhos animados dos anos 30 foram uma fonte inesgotável de inspira??o", acrescentou. "Tudo que a doutrina do modernismo ortodoxo desprezava — ornamenta??o, ilustra??o narrativa, ambiguidade visual — nos atraía."

Glaser, que a Newsweek certa vez chamou de "um dos poucos gênios no negócio de cria??o de imagens", era reconhecido como o criador do estilo fofinho e cartunesco conhecido como arte "Yellow Submarine", popularizado pelo filme animado dos Beatles de 1968, mas praticado na "Push Pin" desde o final da década de 1950.

Glaser adorava combinar elementos visuais e motivos estilísticos de fontes distantes. Para um anúncio da Olivetti, em 1968, ele modificou uma pintura do século XV de Piero di Cosimo mostrando um cachorro de luto e inseriu a mais recente máquina de escrever portátil da empresa italiana aos pés da ninfa morta da obra de arte original.

Dylan e NY

P?ster criado por Milton Glaser para Bob Dylan, em 1967 Foto: Reprodu??o
P?ster criado por Milton Glaser para Bob Dylan, em 1967 Foto: Reprodu??o

Para o p?ster de Dylan, uma pe?a promocional incluída no álbum "Bob Dylan's Greatest Hits", de 1967, ele criou um esbo?o simples da cabe?a do cantor, com base em uma silhueta de auto-retrato em preto e branco de Marcel Duchamp. A partir daí, acrescentou faixas grossas e onduladas aos cabelos, formas importadas da arte islamica. Quase seis milh?es de p?steres chegaram a residências em todo o mundo. Reproduzida sem parar, a imagem se tornou uma das assinaturas visuais da época.

"I ? NY", seu logotipo para uma campanha de 1977 para promover o turismo na cidade americana, foi ainda maior. Esbo?ado no verso de um envelope com giz de cera vermelho durante uma viagem de táxi, foi impresso em letras pretas numa fonte gordinha sem serifa, com um cora??o vermelho cereja substituindo a palavra "amor".

Quase imediatamente, o logo se tornou um símbolo da cidade de Nova York, t?o reconhecível quanto o Empire State ou a Estátua da Liberdade.

"Fiquei perplexo com o que aconteceu com essa ideia t?o simples", disse Glaser ao "The Village Voice", em 2011.

Biografia

Milton Glaser nasceu em 26 de junho de 1929, no Bronx, filho de Eugene e Eleanor (Bergman) Glaser, imigrantes da Hungria. Seu pai era dono de uma loja de lavagem a seco e alfaiataria; sua m?e era dona de casa.

Quando Milton era menino, um primo mais velho desenhou um pássaro ao lado de um saco de papel para diverti-lo. "Quase desmaiei ao perceber que você poderia criar vida com um lápis", disse ele à revista Inc. em 2014. "E naquele momento, decidi que era assim que eu iria passar a minha vida".

Ele teve aulas de desenho com Raphael e Moses Soyer, os artistas socialistas, antes de se matricular na High School of Music & Art em Manhattan (agora a Fiorello H. LaGuardia High School de Música & Artes Cênicas).

Depois de falhar duas vezes no vestibular do Pratt Institute, ele trabalhou em uma empresa de design de embalagens antes de ser aceito pela Cooper Union.

Enquanto trabalhava na Cooper Union, ele e seus colegas de classe (Seymour Chwast, Edward Sorel e Reynold Ruffins) alugaram parte de um loft em Greenwich Village e criaram uma empresa, a Design Plus. Eles concluíram um projeto: tapetes de corti?a com um design serigrafado, que venderam para a loja de departamentos da Wanamaker.

Depois de se formar na Cooper Union em 1951 e trabalhar no departamento de promo??o da revista Vogue, Glaser ganhou uma bolsa na Academia de Belas Artes de Bolonha, ma Itália, onde estudou gravura com o pintor de natureza-morta Giorgio Morandi. A experiência fez dele um crente fervoroso na disciplina do desenho e um inimigo das imagens e colagens encontradas no trabalho de design.

"Um designer que precisa recortar e reorganizar para criar efeitos, que n?o consegue atingir a imagem ou ideia específica que deseja desenhando, está com problemas", disse à revista "Graphis", em 1960.

De volta a Nova York, Glaser retomou sua parceria com seus ex-colegas de classe, que criaram o "Push Pin Almanack" para divulgar seu trabalho e permitir experimenta??es. Quando fundaram a Push Pin Studios, em 1954, Glaser foi nomeado presidente. O estúdio rapidamente se tornou reconhecido por suas cores vivas, justaposi??es surreais e formas exageradas e achatadas, vistas em capas de livros (Glaser desenhou todas as capas da série "Signet Classic Shakespeare"), ilustra??es de revistas, capas de discos, comerciais de televis?o e tipografia.

Ele se casou com Shirley Girton, sua substituta na empresa de design de embalagens que o contratou pela primeira vez em 1957. O casal colaborou nos livros infantis “If Apples Had Teeth” (1960), “The Alphazeds” (2003) e “The Big Race ”(2005). Glaser, que morava em Manhattan e Woodstock, Nova York, deixa sua esposa.

116美女写真